"Teatro do Império Interior" (1999) / Peças

de Marco Ferreira

    Estreia: 23/11/1999
    Concepção geral do espectáculo: Marco Ferreira
    Textos iniciais: António Abrenu
    Interpretação: Marco Ferreira 
    Cenografia e figurinos: Sara Gil
    Direcção técnica: Rui Gonçalves
    Operação de luz e som: Sara Gil
    Maquinaria de cena: Tó Fonseca, Marinho Gonçalves
    Design gráfico: Sara Graça
    Fotografia: Ana Lídia
A primeira vez que vi o mar, o grande oceano, não me recordo da sensação que tive (era muito pequeno ainda), mas sei que se manteve dentro de mim. Agora, cada vez que olho o mar, o meu interior sorri e com o sorriso vem uma estranha sensação de ser o único homem no mundo. Quando comecei a trabalhar no "Teatro do Império Interior", todas essas imagens mágicas, universais e interiores que mantinha guardadas dentro, das quais me alimentava, tinham de ser exteriorizadas. E para que serve o teatro senão para isso mesmo!? Expor, despir, "esventrar" o Homem, mostrando o seu estado humano mais precioso. É tempo de dar ao Homem, ao teatro e à vida algo que nos andamos a esquecer - Amor. Por isso, sejam bem vindos ao Teatro do Império Interior.

Outras peças em cena