"Moon Lake Blues" (1999) / Peças

de Tennessee Williams

    Estreia: 16/10/1999
    Encenação e Dramaturgia: Gil Salgueiro Nave
    Interpretação: António Abernu, Ana Filipa Trindade, Alexandre Barata, Eva Paula, Marco Ferreira, Carla Magalhães, Vítor Correia, Rogério Bruno, Ana Lídia
    Cenografia e Figurinos: Luís Mouro
    Desenho de luz: Pedro Marques
    Direcção técnica: Rui Gonçalves
    Maquinaria de palco: Tó Fonseca e Marinho Gonçalves.
    Operação de luz e som: Vasco Mosa
    Construção de cenários: António Canelas, Clara Sertório, Duarte & Gouveia lda.
    Produção: Alexandre Barata
    Cartaz: Luís Mouro
    Costureiras: Fátima Rato, Rosa Fazendeiro
    Fotografia: Paulo Nuno Silva
“Moon Lake Blues” é o título genérico do espectáculo construído a partir de duas peças em um acto, do autor norte-americano Tennessee Williams. Solidão, ansiedade e rebeldia, povoam um pequeno mundo, numa América profunda que de maneira flagrante contrasta hoje aos nossos olhos, com a exportação do domínio económico e cultural carregados de “néon”, “fast food” e tecnologia guerreira. É uma América sem tempo, sem data, retractada através de personagens de contornos universais em confronto aberto com os seus traumas e fantasmas interiores. (Espectáculo construído a partir das peças em um acto: "27 Vagons de Algodão";" Casa Expropriada para Demolição"; "O Caso das Petúnias Espezinhadas")

Outras peças em cena