“MAHAGONNY SONGspiel” (2003) / Peças

de Bertolt Brecht/Kurt Weill

    Estreia: 16/11/2003
    Encenação: Gil Salgueiro Nave
    Interpretação: Alexandre Barata, Alexandre Fernandes, Alice Dias, Ana Filipa Trindade, Ana Grilo, Bina Ferreira, Cristina Gonçalves, Eva Fernandes, Hélder Gonçalves, Horácio Pio, Isabel Morais, Jorge Alonso, Margarida Peredo, Nuno Coelho, Pedro Fino, Pedro Ladeira, Rogério Bruno, Rui M. Silva, Rui Pinheiro. 
    Cenários e figurinos: Luís Mouro
    Direcção Musical: Helder Gonçalves
    Assistente de cenografia e aderecista: Francisco Soares
    Iluminação: Rogério Bruno
    Operação de som, luz e vídeo: Pedro Fino
    Design Gráfico: Luís Mouro e Francisco Soares
    Montagem e Carpintaria: Pedro Fino
    Construção de Cenários: Angelo Figueira
    Electricista: Adalberto Cassiano
    Costureira: Rosa Maria Fazendeiro
    Fotografias: Paulo Nuno Silva
    Vídeo: CREIA/UBI
    Produção: Alice Dias
    Secretariado: Eugénia Nunes
    Direcção de Produção: Fernando Sena
Mahagonny “cidade do prazer” é uma fábula sobre a felicidade e a riqueza, onde o único crime sem perdão é não ter dinheiro. Toda a trama gira em redor do domínio que o dinheiro exerce sobre a sociedade. Os foragidos da lei fundam uma cidade-armadilha para caçar com as suas “redes”, o ouro dos homens, prometendo criar em troca, um paraíso de prazer e ócio.

Outras peças em cena