"Perdida nos apalaches" (2005) / Peças

de José Sanchis Sinisterra

    Estreia: 01/04/2005
    Encenação: Gil Salgueiro Nave
    Cenografia e figurinos: Luís Mouro
    Interpretação: Miguel Telmo, Eva Fernandes e António Saraiva
    Desenho de luzes: Cesar Fortes
    Sonoplastia: Vladimiro Garrido
    Costureira: Rosa Fazendeiro
    Fotografia: Paulo Nuno Silva
    Produção: Alice Dias
    Secretariado: Eugénia Nunes
José Sanchis Sinisterra, um dos mais consagrados dramaturgos espanhóis da actualidade, conta-nos em “ Perdida nos Apalaches”, as aventuras de um Segundo Vice-secretário de um Clube de Divulgação Cultural com pretensões a Presidente, utilizando para tal, todo o tipo de argumentos mesmo que eticamente duvidosos. A acção decorre no palco do Salão de Festas de uma Colectividade numa pequena cidade de província, mas ao mesmo tempo nos Montes Apalaches ou num hotel em Praga... e tudo isto durante a apresentação de uma conferência científica sobre a “relatividade do tempo e espaço”, proferida pela Doutora Dorothy Greñuela vinda expressamente dos Estados Unidos. O público é convidado a observar o desempenho de três personagens perdidos, retratando de forma sarcástica a debilidade dos “sistemas” num mundo em mudança.

Outras peças em cena