"A ilha dos escravos" (2017) / Peças

de Pierre Marivaux

    Estreia: 11/05/2017 Em cena
    Tradução: Luís Miguel Cintra
    Encenação: Gil Salgueiro Nave
    Cenografia e Figurinos; Luís Mouro
    Interpretação: Fernando Landeira | Miguel Telmo | Margarida Calaveiras| Roberto Jacome | Sílvia Morais

    Operação de luz e som: Tomás Torres
    Desenho de luz: Fernando Sena 
    Produção: Ana Antão
    Cartaz: Luís Mouro
    Fotos : Paulo Nuno Silva
    Vídeo: Ivo Silva


Uma ilha, uma tempestade, um naufrágio: ingredientes clássicos da viagem utópica.
Ificrato e Eufrosina, acompanhados dos seus criados, Arlequim e Cleanta, naufragam numa ilha que é um refúgio de  escravos gregos. Trivelino, governador da ilha, propõe aos dois criados que assumam o papel de seus patrões, a fim de os corrigir do pecado do orgulho e da vaidade. Em suma “um curso de humanidade” com o intuito de os tornar sensíveis à dor que infligiram sobre os seus criados. Os antigos patrões serão convertidos em escravos com vista ao seu arrependimento para assim recuperarem  a liberdade.
A Ilha dos Escravos não é apenas uma utopia em teatro, mas exatamente uma utopia do teatro.

Outras peças em cena